Ministério de Ação Social

    “Jesus andava visitando todas as cidades e povoados. Ele ensinava nas sinagogas, anunciava a boa notícia sobre o Reino e curava todo tipo de enfermidades e doenças graves das pessoas” (Mt 9.35)
    “Agora eu sei que, de fato, Deus trata a todos de modo igual, (...) Vocês conhecem a mensagem que Deus mandou ao povo de Israel, anunciando a boa notícia de paz por meio de Jesus Cristo, que é o Senhor de todos. (...) Jesus andou por toda parte fazendo o bem e curando todos os que eram dominados pelo Diabo...” (At 10.34-36, 38).

    Os textos acima resumem o conteúdo do ministério de Jesus. A concepção de missão que motiva a prática de Jesus é ampla e inclui evangelização, ensino, ação libertadora (das doenças, da privação de liberdade, dos efeitos da pobreza). Logo, ser cristão inclui anunciar as boas novas, mas também em fazer o bem.

    O desafio da ação social da Primeira Igreja nos dias de hoje, não é apenas o assistencialismo, mas também ajudar o individuo a recuperar sua identidade como filho de Deus e desenvolver sua vocação como pessoa produtiva.

Como conseqüência o individuo torna-se alto confiante e capaz de satisfazer suas próprias necessidades físicas com alimentação adequada, bons costumes de saúde e uma melhor qualidade profissional e educacional.

    Povo de Deus!!!, a mudança começa conosco, quando entregamos nossas vidas à visão do Senhor. Não podemos ficar esperando que as pessoas de fora façam alguma coisa em prol do nosso irmão necessitado, enquanto nós como Igreja assistimos como meros expectadores o sofrimento alheio.

Precisamos nos mobilizar para que o sucesso de uma ação conjunta resulte em assistência ao irmão carente visando não só sua salvação eterna, mas também sua qualidade de vida no tempo presente.

    Como Igreja, devemos trabalhar na direção de um novo futuro para o nosso próximo. Certa feita, alguém perguntou a Jesus: “quem é o meu próximo?” (Lc 10.29). Jesus em resposta a esta questão contou a seguinte parábola: “Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto. E, ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o, passou de largo. E de igual modo também um levita, chegando àquele lugar, e, vendo-o, passou de largo. Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão; E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele; E, partindo no outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele; e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar. Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores? E ele disse: O que usou de misericórdia para com ele. Disse, pois, Jesus: Vai, e faze da mesma maneira” (Lc 10.30-37).

    Com isso Jesus apresenta duas atitudes distintas diante do sofrimento alheio: os que passam de largo e os que param e fazem alguma coisa diante da necessidade alheia. Com isso, Jesus chama a atenção de cada cristão para fazer o bem quando estiver em suas mãos o poder de fazê-lo.

    Colabore conosco! Junte-se a nós na tarefa de ajudar a mudar a vida de muitas pessoas.

Pastora Dulcelia Góis

 

      O Ministério da Ação Social da Primeira IEQ ciente do compromisso cristão perante o próximo tem por OBJETIVOS:

-Desenvolver visão bíblica social junto aos membros da igreja;

-Orientar e assistir membros carentes da igreja ou que estiverem em situação de emergência;

-Estender assistência à comunidade carente e instituições, visando o evangelismo;

-Buscar parceria e cortesias junto a empresas, instituições e escolas, visando o desenvolvimento dos programas.

 
Primeira Igreja do Evangelho Quadrangular
Rua Alberto Folloni, 143 · Juvevê · 80530-300 · 
Curitiba · Paraná · Brasil · 41.3151.5100
facebook · twitter · youtube · pinterest  · linkedin · google+ · grooveshark · issuu
 
 
Historymakers